Skip to main content

Governo anuncia R$ 1,5 bi para financiar obras em loteamentos

A Caixa Econômica Federal anunciou na terça-feira, 8 de agosto, uma linha de crédito no valor de R$ 1,5 bilhão, voltada para financiar obras em loteamentos urbanos e destinada para empresas loteadoras ou urbanizadoras com faturamento anual acima de R$ 15 milhões. Inédita no país, a nova modalidade de financiamento, chamada de Produlote, foi anunciada pelo presidente Michel Temer, durante evento realizado no Secovi São Paulo (Sindicato Patronal da Habitação).

Durante o anúncio da linha, o presidente da Caixa, Gilberto Occhi, disse que a modalidade atende ao setor empresarial que já fazia esse tipo de obra com recursos próprios ou com o financiamento de terceiros, private equity ou seu próprio capital de giro.

Segundo a Caixa, a linha já está disponível para contratação, e é voltada para financiar obras de infraestrutura dentro de condomínios, como levar água e esgoto e criar ruas.

Pelas regras do Produlote, depois de os lotes estarem prontos e regularizados, pessoas físicas poderão também financiar a compra de terrenos e a construção de moradia própria nestes loteamentos. Ainda segundo o banco, a linha é inédita no mercado e vai financiar até 70% do custo da obra do loteamento, limitado a 50% do valor total da venda.

Para contratar o financiamento, as empresas devem ter empreendimento localizado em área urbana e projeto aprovado junto à prefeitura correspondente e órgãos ambientais.

O prazo para a empresa terminar a obra será de 24 meses. Ao fim da obra, haverá uma carência de seis meses e mais 48 meses para quitará o financiamento, segundo a Caixa.

A notícia foi comemorada pelo diretor estadual do Secovi, Angelo Frias Neto, que disse que essa linha é uma reivindicação antiga do setor imobiliário e que o crédito vai atender uma demanda muito importante.

“O Produlote é resultado de pelo menos quatro meses de estudos desenvolvidos por grupo de trabalho formado por representantes do Secovi-SP, da Aelo e de técnicos da vice-presidência de Habitação da Caixa”, informa Frias Neto, que é diretor-presidente da Frias Neto Consultoria de Imóveis.

Comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: