Skip to main content

Redução do juros estimula Financiamento Imobiliário

A Caixa Econômica Federal anunciou recentemente  a redução das taxas de juros do crédito imobiliário. Após este anúncio, os principais bancos do Brasil também aderiram a este movimento, facilitando o acesso a casa própria e fomentando cada vez mais o mercado imobiliário.

Na Caixa, a taxa mínima caiu de 10,5% para 9% ao ano em imóveis financiados através do Sistema Financeiro de Habitação (SFH), e de 11,25% para 10% ao ano em imóveis enquadrados no Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI). Desde novembro de 2016 que a Caixa Econômica Federal não mexia nos juros.

O Banco do Brasil reduziu a taxa de juros de 9,24% para 8,99% ao ano no SFH e de 10,15% para 9,35% ao ano na carteira hipotecária.

No banco Bradesco, os juros foram reduzidos de 9,3% para 8,85% ao ano do SFH, e de 9,7% para 9,3% ao ano no SFI.

Os juros do Santander, de 9,49% foram para 8,99% ao ano no SFH e de 9,99% para 9,49% ao ano no SFI. No banco Itaú a taxa de juros foi para 9% ao ano no SFH e 9,5% ao ano no SFI.

Segundo o diretor-presidente da Frias Neto, Angelo Frias Neto, essas mudanças beneficiam a população e fortalece o mercado imobiliário. “Os bancos finalmente estão nesta disputa e isso é positivo. No primeiro trimestre, no ranking de empréstimo no ramo imobiliário, o Bradesco ficou em primeiro lugar, ou seja, uma disputa agressiva de querer aumentar a carteira de financiamento imobiliário. Isso é muito benéfico para a população, porque conforma cai a taxa de juros, cai a necessidade de entrada, de comprovação de renda, além de diminuir o valor total que o cliente vai pagar no imóvel. Essa pequena diferença de juros, dentro de um financiamento de 20, 30 anos, faz uma grande diferença”.

Comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: